Make
it Real

Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 166
10.03.2014    |       |   

O governo reviu a legislação relativa à obrigatoriedade de utilização de programas informáticos de faturação e introduziu novas regras, bem como algumas correções e ajustes aos normativos apresentados na anterior Portaria n.º 363/2010 de 23 de junho de 2010.

Com a nova portaria agora apresentada – Portaria nº 340/2013 –, a partir de 1 de janeiro de 2014, novos sujeitos passivos de IRS ou de IRC estarão obrigados a possuir software de faturação certificado.

 
     


O que mudou com esta revisão legislativa?

Entrada em vigor a 1 de janeiro de 2014
 

  • Os sistemas informáticos de faturação desenvolvidos internamente pelas empresas deixam de estar dispensados de certificação junto da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT);

 

  • A dispensa de utilização de programas informáticos de faturação com base no número de documentos deixa de ser aplicável;

 

  • A emissão de documentos de transporte em papel pré-impresso passa apenas a ser possível no caso de inoperacionalidade do sistema informático de faturação;

 

  • Os documentos assinados passam, adicionalmente, a conter impressa a identificação única dos documentos.

 

     


Quem não está abrangido por esta obrigatoriedade?
 
Estão excluídas desta obrigatoriedade as empresas que apresentem as seguintes condições:
 
1 - Tenham tido, no período de tributação anterior, um volume de negócios inferior a 100.000€ (a partir de 2013);

2 - Efetuem transmissões de bens através de aparelhos de distribuição automática ou prestações de serviços em que seja habitual a emissão de talão, bilhete de ingresso ou de transporte, senha ou outro documento pré-impresso e ao portador comprovativo de pagamento.
 
 
NOTA: Ainda que a empresa preencha as condições 1 e 2 atrás referidas, se a partir de 1 de janeiro de 2014 optar por comprar/atualizar software de faturação este terá de ser, obrigatoriamente, certificado.

19.12.2013    |       |   

Em informática, cópia de segurança (em inglês: backup) é a cópia de dados de um dispositivo de armazenamento a outro para que possam ser restaurados em caso da perda dos dados originais, o que pode envolver apagamentos acidentais ou corrupção de dados.

Uma grande parte dos software certificados ammazenam a sua infomração em bases de dados geridas por SGBD. Muitas implementações não dispoem de mecanismos automaticos para copia de segurança. A Webnort tem configurado em diversos clientes a realização automatica de copias de segurança das bases de dados Primavera ou Analogon por forma a forma a salvaguardar a informação gerada pelo software de gestão. Introduzimos recentemente a oportunidade destas mesmas copias serem efetuiadas e enviadas para um espaço diferente da instalação fisica, salvaguradado em caso de roubo ou catástrofe. (natural, eletrica etc.).

19.12.2013    |       |   

A procura no bom desempenho das terefas confiadas é um dos pilares da webnort. O caso que relatamos ocorreu recentemente quando fomos solicitados no sentido de resolução de anomalias informáticas numa instituição para a qual havia sido executado um projecto que envolveu não só a renovação de equipamentos, mas também a acesso e partilha de dados, copias de segurança manutnação automática de sistemas etc. Desde então, até à presente data (um ano depois) não houve solicitações intervenção técnica neste cliente instituição pública que foi no ano dois mil e doze sujeita a eleições com nova presidencia, está fisicamente distante da nossa sede,  não mantendo contrato de assisitência, impediu o contacto pessoal com as pessoas responsáveis. Após deslocação constatamos que não existiram avarias ou mau funcionamento do sistema até este novo pedido de assistência perfazendo um ano de autonomia sem intervenções. Sendo uma utilização intensiva de postos de trabalho é de facto gratificante que o serviço se revelou fiavel, no entanto apenas servirá como exemplo para este caso, pois nunca se poderá prometer a longevidade de um sistema sem a respectiva manutenção, mas sim que o memso seja configurado de forma a que minimize perdas ou falhas. Este tipo de instituições são nomalmente marcadas contratação de serviços por influência e neste caso o recurso à webnort surgiu por recomendação de serviços fruto da necessidade da resolução de problemas residentes instalados, que foram prontamente resolvidos com uma qualidade que perdurou no tempo. Com entidade com fins comerciais que somos, não pretendemos que os nossos sejam clientes o sejam só uma vez, mas sim durante muito tempo. Obrigado pela confiança.

05.01.2013    |       |   

A webnort disponibilizou na sua página do facebook uma seção com imagens para o seu ambiente de trabalho. Visite e faça download.

Pág. 9 de 9

  • PRIMAVERA  ANALOGON  AVIRA MICROSOFT    DELL LENOVOASUSHP SAMSUNG